Preenchimento de Queixo

A bioplastia de queixo possibilita deixá-lo com um aspecto mais harmônico em relação ao restante da face. Esse procedimento varia de acordo com as necessidades e desejos individuais de cada pessoa.

Feita sem cortes e com sangramento quase nulo, a bioplastia proporciona a simetria do queixo em relação ao rosto. São utilizados materiais biocompatíveis durante o processo, evitando que ocorra reação do organismo. Além disso, o procedimento acontece com anestesia local, no consultório médico. Ele normalmente pode substituir a mentoplastia cirúrgica que é feita com a utilização de próteses e anestesia geral.

Esse é um dos tipos de bioplastia facial em que, caso exista interesse, o pacientes tem a possibilidade de visualizar todo o procedimento por meio de um espelho, além de poder dar a sua opinião a respeito do resultado esperado. Mesmo assim, é importante visar que a palavra final deve sempre ser do médico responsável, já que ele estudou muito bem os traços humanos e não deixará que sejam feitas linhas desarmônicas na face de seu paciente.

O produto utilizado para o processo de bioplastia de queixo é o polimetilmetacrilato (PMMA). Essa substância é formada por microesferas de dimensões que podem ser de 40 a 60 mícron. Deste modo, a fagocitose do biopolímero inerte, pelos macrófagos (células incumbidas de retirar substâncias declaradas exógenas) é impossibilitada. A introdução é definitiva e preserva-se na região implantada, não mudando de lugar nem sendo reabsorvida pelo organismo.