Preenchimento em Lipodistrofia

Lipodistrofia de pacientes soropositivos pode ser amenizada com bioplastia e preenchimento. Um dos efeitos colaterais do tratamento antirretroviral é o emagrecimento de pernas, nádegas, braços e principalmente do rosto.

A perda de gordura facial ocasiona muito incômodo, uma vez que a área está permanentemente exposta. Para elevar a autoestima em casos como esses, o médico pode indicar a aplicações de substâncias que ajudarão a devolver os contornos do rosto. A lipodistrofia pode ser corrigida com compostos definitivos como o PMMA, ou absorvíveis como o Ácido Hialurônico.

O preenchimento e a bioplastia são bastante procurados no tratamento da lipodistrofia pois agem sobre o problema sem deixar cicatrizes, o que é fundamental quando se trata de um procedimento estético facial. A substâncias preenchedora é inserida com uma microcânula sem ponta, o quê dificulta o rompimento de vasos e a consequente formação de edemas. O orifício tem o tamanho de uma agulha, não havendo necessidade de pontos, internação ou período de recuperação.

A bioplastia ajuda a reduzir a lipodistrofia equilibrando as dimensões das áreas mais magras do corpo com outra regiões como o abdomên, torax e nuca. Todo o procedimento é realizado ambulatorialmente com anestesia local. Durante a aplicação o paciente acordado pode colaborar na reconstrução da região enfraquecida.