Preenchimento de Nariz

Uma das regiões da face cuja forma talvez seja a que mais causa descontentamento nas pessoas é o nariz. É de costume que diversos pacientes procurem o médico por quererem modificar características como tamanho, curvatura, entre outras.

O procedimento de bioplastia no nariz pode possibilitar várias mudanças, visando harmonizá-lo com o restante do rosto. A bioplastia geralmente proporciona que uma modificação no formato nasal sem que ocorra intervenção cirúrgica.

Com a bioplastia, pode-se erguer a ponta do nariz, dando-lhe uma aparência de “empinadinho”, resultado procurado por diversos pacientes. O processo é feito com um pequeno furo (pertuito), na base do nariz, no qual será incorporada uma microcânula por onde passará o polimetilmetacrilado (PMMA) até a região escolhida. Assim, é gerado o sustentáculo nasal que irá projetar a ponta do nariz para cima.

Outra característica que geralmente pode ser amenizada pela bioplastia é o formato adunco, também chamado de “nariz de falcão”. O processo pode proporcionar o ângulo reto entre a ponta e a região da glabela, área em que começa o nariz. Conforme é feito o preenchimento desta região, ocorre uma sensação de diminuição do nariz. Este procedimento também é chamado de diminuição por adição. O efeito se dá devido ao fato de o caminho mais curto entre dois pontos ser sempre uma linha reta. Desse modo, a bioplastia gera esse “encurtamento”.

A bioplastia de nariz costuma ser feita com anestesia local, possibilitando que o paciente presencie todo o procedimento acordado, caso tenha interesse. O material introduzido pode ser moldado por até quatro dias após o procedimento. Durante esse tempo, o líquido que faz a suspensão das moléculas é sorvido e trocado pelo colágeno, que será gerado pelo organismo. Normalmente, o paciente pode retornar à sua rotina normal, logo após a bioplastia de nariz, pois não existe uma determinação de tempo para recuperação, a não ser por algumas precauções com a área tratada.